Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso

Cleptomania

A cleptomania caracteriza-se pela incapacidade de resistir ao impulso de furtar objetos desnecessários para uso pessoal ou de baixo valor monetário.
Algumas pessoas podem desejar os itens furtados, utilizá-los ou mesmo colecioná-los e, ainda, às vezes tentar devolvê-los de maneira discreta. Por medo, vergonha e embaraço os indivíduos demoram muitos anos para procurar ajuda profissional, o que pode tornar o problema crônico. A cleptomania ocasiona profundo sofrimento pessoal, problemas legais e sociais, com consequências matrimoniais e comprometimento profissional.
 A Cleptomania deve ser diferenciada do furto intencional ou inadvertido  (planejado ou impulsivo), que é deliberado e motivado pela utilidade do objeto e valor. O diagnóstico não é feito a menos que outros aspectos característicos da Cleptomania também estejam presentes.


Critérios Diagnósticos segundo o DSM-5
A. Falha recorrente em resistir a impulsos de furtar objetos desnecessários para o uso pessoal ou destituído de valor monetário.
B. Sentimento de tensão aumentada imediatamente antes da realização do furto.
C. Prazer, satisfação ou alívio no momento de cometer o furto.
D. O furto não é cometido para expressar raiva ou vingança, nem ocorre em resposta a um delírio ou a uma alucinação.
E. O furto não é melhor explicado por um transtorno de conduta, um episódio maníaco ou um transtorno de personalidade antissocial.


Tratamento:


Algumas perguntas que podem auxiliar a identificar se você tem cleptomania



(C) 2015 AMITI - Ambulatório Integrado dos Transtornos do Impulso - Todos os direitos reservados.