top of page

Como funciona a triagem para o tratamento do jogo compulsivo

Atualizado: 24 de ago.

A triagem é a porta de entrada para o tratamento das pessoas que apresentam sinais de Transtorno do Jogo, popularmente conhecido como jogo compulsivo, na qual a pessoa é recebida e acolhida. Essa etapa não se limita apenas à coleta de dados para subsidiar um encaminhamento para tratamento; trata-se de uma proposta de intervenção com validação emocional, acolhimento e reconhecimento das questões do indivíduo.


No AMJO, nosso foco está voltado para cada pessoa que nos procura, levando em consideração o seu contexto individual, incluindo aspectos culturais, econômicos e sociais.


Mais do que apenas conhecer os sintomas apresentados, buscamos compreender o sofrimento que a aflige. Durante a triagem, ouvimos tanto o autoconhecimento da pessoa quanto o parecer do psicólogo com base na narrativa apresentada.


Essa entrevista de recepção possibilita uma aproximação diagnóstica, por meio da clarificação da problemática apresentada através de escalas e critérios, além de permitir a

elaboração conjunta e hierarquizada do saber da pessoa, resultando em um encaminhamento e/ou orientação.


Temos o intuito de promover uma oportunidade delimitada de expressão e permitir à pessoa receber algum tipo de retorno, ainda que limitado, por parte de um profissional psicólogo.

Partindo do problema que a incomoda e que a levou até nós, buscamos traçar um percurso que demonstre como ela tem lidado com essa questão, construindo um processo narrativo que descreva suas experiências com o problema, suas relações atuais com essa questão e suas projeções para o futuro.


Dessa forma, a pessoa e o psicólogo buscam sentido e abrem caminhos de compreensão e possibilidades de cuidado ao longo do programa de tratamento no ambulatório, estimulando os aspectos saudáveis do paciente.


A prática tem revelado que, durante o intervalo de tempo entre a triagem e o atendimento propriamente dito, a pessoa tem uma trajetória a percorrer. Não raramente, ao ser chamada para o tratamento, sua motivação já é distinta da que a impulsionou originalmente a buscar o atendimento. Isso pode ocorrer devido ao transtorno do jogo, no

qual a pessoa pode estar em um estágio de recaída, não conseguindo se preocupar em

mudar seu comportamento nesse novo momento. Dessa forma, questões como comparecer às consultas presenciais, além da distância física do ambulatório, calendário do tratamento e horários de trabalho incompatíveis, podem se transformar em obstáculos irreconciliáveis.


Na tentativa de contornar alguns desses fatores, trabalhamos com uma recepção mais estendida, oferecendo ao paciente algumas possibilidades de atendimentos e programas rotativos, como Acupuntura, Tai-chi chuan, entre outros, enquanto ele aguarda seu tratamento psicológico propriamente dito.


Utilizamos também a modalidade online tanto para a triagem quanto para alguns grupos, especialmente para atender pacientes de outros estados, visando minimizar essas dificuldades.


A demanda é grande e crescente em busca de atendimento, e a equipe permanece em constante crescimento, aperfeiçoando as formas de atender a todos de maneira ainda mais eficiente. Adequar os processos de acordo com as necessidades e peculiaridades que

surgem constantemente é um desafio ininterrupto, sempre dentro das normas de uma

instituição de nosso porte.


Triagem para o AMJO: Tratamento para o Transtorno do Jogo


94 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page